Quais os formatos de imagem mais indicados para cada projeto

Quais os formatos de imagem mais indicados para cada projeto

Finalizou uma imagem e chegou a hora de a exportar. No entanto, as possibilidades são inúmeras e não sabe qual o formato de imagem que tem melhor qualidade. A verdade é que, desde que exportadas com as dimensões e as especificações certas, todos os formatos de imagem são bons. Ainda assim, poderá existir um mais adequado ao tipo de projeto que está a realizar e é isso que vamos analisar neste artigo. Comecemos pelo básico.

O que são formatos de imagem?

Para que o utilizador consiga ver e interpretar uma imagem gráfica, esta precisa de ser codificada e comprimida. Graças a este processo, as características de imagens digitais – tais como cores, dimensões, etc. – ficam devidamente registadas e estruturadas, e a máquina consegue apresentar ao ser humano um resultado gráfico e não apenas um conjunto de dados.

Aos diferentes padrões de codificação, compressão e definição chamamos formatos de imagem, e podem normalmente ser identificados no final do nome de um ficheiro, após o ponto. Vejamos alguns exemplos.

O que é o formato JPEG ou JPG?

JPEG (Joint Photographic Experts Group) – também conhecido por JPG – é um dos formatos de imagem mais utilizados no mundo digital.

  • Tem uma taxa de compressão alta, permitindo que imagens de elevada qualidade não ocupem muito espaço no disco;
  • É possível ajustar o tamanho e a qualidade, graças à taxa de compressão ajustável;
  • Se diminuir muito o tamanho do arquivo ou se aumentar demasiado as suas dimensões, a imagem irá perder qualidade;
  • A imagem não pode ser transparente, pois não possui canal alpha

GIF: a chegada das imagens animadas

Nos dias de hoje, utilizamos o GIF (Graphics Interchange Format) quase como um complemento – para responder a comentários ou para interagir com publicações. No entanto, quando surgiu, as suas características únicas foram uma grande surpresa.

  • Permite que partes da imagem sejam transparentes, graças ao canal alpha;
  • Suporta animação, colocando-o num patamar completamente diferente das imagens estáticas;
  • Tem um limite de 256 cores, o que leva as imagens a perder qualidade.

O que é o formato PNG?

O formato PNG (Portable Network Graphics) é mais um dos favoritos dos utilizadores e surgiu para substituir o GIF, depois de este ser patenteado. Apesar de não permitir animações, este formato trouxe algumas melhorias.

  • Tem o canal alpha, o que permite que as imagens tenham transparência;
  • Possui um elevado número de cores, principalmente quando comparado com o formato GIF;
  • Gera imagens de elevada qualidade e com um tamanho razoável, graças ao seu algoritmo de compressão;
  • É ligeiramente mais pesado do que o JPG.

SVG: formatos de imagem vetorial

SVG (Scalable Vector Graphics) é um dos formatos de imagem vetorial mais populares e é perfeito para que os detalhes do seu website ou as suas impressões não percam definição.

  • A sua escalabilidade é infinita, ou seja, as imagens vetoriais nunca irão perder qualidade;
  • A maioria dos browsers reconhece este formato, tornando-se indicado para os logótipos e ícones do seu website;
  • Através de programação em HTML 5.0, pode criar pequenas animações  no seu website com as imagens SVG;
  • As redes sociais não aceitam este formato.

TIFF: o formato fotográfico

O TIFF é um formato muito usado para impressão ou para projetos com imagens de alta qualidade. É um dos preferidos dos designers que trabalham com fotografia.

  • Preserva a qualidade original da imagem, mesmo quando o envia através de várias plataformas;
  • Permite trabalhar com camadas;
  • É mais pesado;
  • As redes sociais ou páginas web não aceitam este formato.

PDF: preserve todo o tipo de conteúdo

Normalmente associamos o PDF (Portable Document Format) a documentos escritos, mas a verdade é que este formato surgiu para funcionar como “moeda universal”, suportando qualquer tipo de conteúdo e podendo ser lido em qualquer plataforma.

  • É muito versátil e indicado para imagens, vetores e textos;
  • Pode enviá-lo através de várias plataformas, sem que perca qualidade;
  • A organização e distribuição do conteúdo na página nunca sofre alterações;
  • Adequado para ficheiros de impressão ou ebooks;
  • Apesar de as redes sociais e páginas web suportarem este formato, não identificam o PDF como sendo uma imagem, obrigando o utilizador a descarregar ou abrir o ficheiro num novo separador.

Outros formatos de imagem

Estes são os formatos de imagem mais populares, mas existem outros que não são tão usados. Temos, por exemplo:

  • BMP (bitmap), que é demasiado pesado;
  • EPS (Encapsulated PostScript), mais um dos formatos de imagem vetorial, mas não supera a qualidade do PDF;
  • RAW, específico de câmaras fotográficas;
  • WebP, visto como o formato do futuro, mas ainda não conseguiu superar a popularidade do JPG.

Qual o melhor formato de imagem: PNG ou JPG?

Se pretende publicar uma imagem online e não se trata de uma imagem vetorial, só lhe restam três opções: JPG, GIF e PNG. Se não se trata de uma imagem animada, podemos excluir o formato GIF, pois é o que dos três tem menor qualidade de imagem. Restam-lhe os formatos PNG e JPG.

A verdade é que, se não se trata de uma imagem com fundo transparente, estes dois formatos são muito semelhantes. Ainda assim, as imagens JPG sofrem um processo de compressão mais agressivo para reduzir o seu peso, o que pode levar a que perca qualidade. Assim:

  • se vai publicar várias imagens no seu website e não precisa que a qualidade esteja a 100%, é preferível usar o formato JPG. Isto deixará a sua página web mais leve e, por conseguinte, menos lenta;
  • se procura apresentar uma fotografia grande, que cause impacto e tenha muita qualidade, aposte no PNG. Mas não se esqueça: não deve publicar demasiadas imagens pesadas no seu website, pois uma página lenta prejudica o SEO;
  • se a imagem vai para as redes sociais, o formato recomendado é o PNG. Mas analisemos este tema mais ao detalhe.

Qual melhor formato de imagem para Instagram, Facebook e restantes redes sociais?

Quem nunca fez uma publicação nas redes sociais e ficou desiludido porque a imagem perdeu qualidade? Isto acontece porque a imagem publicada não tem as dimensões certas ou devido à compressão feita pelas redes sociais. Este processo tem de ocorrer para evitar que as redes fiquem demasiado lentas. 

Assim, publique sempre as suas imagens com as dimensões adequadas à rede social, mas em PNG para garantir que ficam com a melhor qualidade possível.

formatos de imagem

Qual o melhor formato de imagem para impressão?

Para responder a esta questão, é também importante perceber que tipo de conteúdo vai imprimir.

Na maioria dos casos, o formato de exportação recomendado é o PDF. Como já dissemos, não é um formato de imagem, mas consegue armazenar fotografia, texto e vetores, preservando as suas características e permitindo uma impressão de melhor qualidade.

Se pretende imprimir uma fotografia, primeiro certifique-se de que esta tem resolução suficiente para ser impressa nas dimensões que quer. Quanto ao formato, o mais indicado é o TIFF. Este formato vence a batalha PNG vs TIFF ou JPEG vs TIFF, pois preserva sempre as características e a qualidade da fotografia.

formatos de imagem

Como alterar o formato de uma imagem?

Existem algumas ferramentas que pode utilizar para mudar o formato de uma imagem, como, por exemplo, o Convertio ou até o próprio leitor de imagens do seu computador, criando uma cópia da imagem.

Ainda assim, deve sempre exportar novamente a imagem a partir do ficheiro editável, uma vez que o processo de conversão pode não ter o resultado que pretende. Por exemplo, se o objetivo é transformar uma imagem JPG numa imagem PNG, porque acredita que isso irá deixar o fundo transparente, desengane-se. Mesmo que a imagem seja apenas um objeto isolado num fundo branco, o formato JPG não reconhece isso e trata a imagem como um todo. Neste caso, teria de regressar ao ficheiro editável e exportar a imagem em PNG com fundo transparente.

Concluindo: existem formatos de imagem perfeitos?

A verdade é que existe sempre um formato de imagem adequado para cada projeto. Basta-lhe conhecer as características de cada um, certificar-se de que usa vetores e fotografias de qualidade e ter os ficheiros editáveis sempre por perto. Afinal de contas, o melhor formato para as redes sociais pode não ser o melhor formato para impressão.

Inês Martins
Conheça o autor / Inês Martins

Designer de conteúdos da Webtexto.