Videoconferência: As 5 melhores plataformas para fazer reuniões online

Videoconferência: As 5 melhores plataformas para fazer reuniões online

A COVID-19 obrigou muitas empresas a fechar temporariamente e colocou milhares de pessoas a trabalhar a partir de casa. E aqui começaram alguns dos grandes desafios que o novo coronavírus veio colocar às empresas. Desde essa altura, têm sido alteradas rotinas e processos de trabalho, por exemplo, a forma como se passou a trabalhar e comunicar com clientes e colegas. As plataformas de videoconferência ganharam, por isso, um grande protagonismo neste processo, mas sabe quais as melhores? Fique a conhecê-las!

Skype

O Skype é uma das ferramentas mais conhecidas do mundo. Esta plataforma da Microsoft conta com funcionalidades de videoconferência, transferência de ficheiros e mensagens de texto. Como permite comunicar com até 50 pessoas ao mesmo tempo, torna-se perfeita para pequenas ou médias empresas. Tem a possibilidade de enviar ficheiros, de ter uma tradução em tempo real (com o Skype translator) e de partilhar o seu ecrã, para fazer apresentações com PowerPoint.

Além disso, o Skype permite-lhe falar mesmo com quem não tem conta na plataforma. É possível reencaminhar chamadas para telefones fixos ou móveis e, mediante uma subscrição, fazer chamadas de voz para telemóveis a partir de qualquer ponto do mundo.

Microsoft Teams

As ferramentas de teletrabalho fazem hoje mais sentido do que nunca e existem empresas a disponibilizar gratuitamente as suas soluções devido à COVID-19. Foi exatamente isso que aconteceu com o Teams da Microsoft, adquirindo uma enorme relevância, por exemplo, no campo da educação e do ensino à distância.

Nesta versão gratuita, esta plataforma de videoconferência permite comunicar com equipas até 10.000 pessoas, convidar clientes para participar, anexar ficheiros até 2 GB, partilhar o ecrã e até colocar fundos personalizados atrás da nossa própria imagem. Ao mesmo tempo, facilita que várias pessoas trabalhem de forma simultânea, editando, por exemplo, um documento do Office partilhado na versão web.

Google Hangouts

O Google Hangouts é a versão gratuita do Hangouts Meet, com funcionalidades limitadas. Está disponível junto ao Gmail e permite-lhe trocar mensagens, partilhar ficheiros e fazer videoconferências com os seus contactos do Google. É uma ferramenta simples para comunicar rapidamente entre equipa.

A versão paga, que entretanto foi disponibilizada gratuitamente até 1 de julho de 2020, permite integrar todas as funcionalidades da Google numa única ferramenta com maior segurança. O GSuite permite-lhe entrar em contacto com todos os membros da equipa através do Gmail, Hangouts Chat ou Hangouts Meet. Além disso, também é possível gerir todos os utilizadores e dados de forma segura e fácil, com as ferramentas de Administrador, Vault, Dispositivos Móveis e Work Insights.

Zoom

Em tempos de pandemia, a primeira plataforma de videoconferência a destacar-se foi o Zoom. Entrou na ribalta quando o teletrabalho se tornou uma obrigação, e milhares de empresas começaram a fazer reuniões com esta ferramenta. As principais vantagens residem na facilidade com que se podem organizar reuniões individuais ilimitadas e fazer uma videoconferência com até 100 pessoas, embora limitadas a 40 minutos na versão gratuita.

No entanto, o Zoom tem sofrido, nos últimos dias, vários ataques à sua segurança. Desde logo, destacam-se a venda de dados de utilizadores ou o acesso impercetível de hackers a chamadas pessoais. Este problema ameaça colocar em causa o seu uso, mas o CEO do Zoom garante que a empresa está focada em melhorar a segurança e a privacidade dos utilizadores. Ainda assim, apesar de todas as garantias, os danos de reputação já são irreparáveis.

Webex

A Webex Meetings é um serviço de videoconferência da Cisco e, a par com o Teams e o GSuite, também passou a estar disponível gratuitamente em todos os países, onde se inclui Portugal. Nesta versão gratuita, a Webex permite que até dez participantes utilizem, sem restrições, funcionalidades como videoconferências, partilha de conteúdos, apresentações online e criação de sondagens interativas.

Para quem já utilizava esta plataforma de videoconferência, existem também alterações introduzidas nesta fase de COVID-19: os clientes mais antigos podem agora adicionar utilizadores além do número contratualizado, sem qualquer custo até 1 de julho de 2020.

Neste contexto em que nos encontramos, apesar de estarmos todos em isolamento social, é fundamental que as empresas e respetivas equipas não deixem de comunicar e trabalhar. Assim, com a introdução massificada do conceito de teletrabalho, as reuniões via videoconferência já se tornaram rotina em casa dos portugueses.

INVISTA NUMA ESTRATÉGIA DE CONTENT MARKETING DIVERSIFICADA E CREDÍVEL.

DESAFIE-NOS

Bruno Santos
Conheça o autor / Bruno Santos

Produtor e gestor de conteúdos da Webtexto.