Tik Tok app: Luzes, Smartphone, Ação!

Tik Tok app: Luzes, Smartphone, Ação!

Tik Tok. Não, não estamos a marcar o tempo. Ou talvez estejamos, porque o mundo digital anda cada vez mais rápido e a Tik Tok app vem provar exatamente isso.

Do que é que estamos a falar? Basicamente, de uma rede social. Mas não estranhe se não lhe for familiar; caso seja maior de 25 anos e não tiver filhos, é natural. Isto porque tem sido um fenómeno principalmente entre adolescentes. Vamos tentar perceber melhor porquê.

O que é a Tik Tok app?

De forma simples, é uma aplicação que permite gravar, editar e partilhar vídeos curtos, entre 15 e 60 segundos, filmados na vertical. No geral, são divertidos, com desafios, playbacks, danças, partidas, tendências, habilidades, entre outros. Aqui, o importante é ser o mais original possível, e para isso a aplicação disponibiliza músicas, efeitos especiais, animações e filtros à escolha. Depois, os clipes podem apenas ficar na rede social Tik Tok ou ser partilhados para outras.

Aliás, o design lembra o Instagram, e tem várias funcionalidades que já conhecemos, como seguir utilizadores, fazer like e comentar vídeos e utilizar hashtags

No entanto, a Tik Tok app tem também o lado das causas. A empresa incentiva o seu uso para chamar a atenção para questões como a adoção animal, o bullying e a igualdade. Inclusive, por vezes, a empresa ajuda financeiramente instituições e causas quando as pessoas aderem aos desafios.

De onde surgiu esta aplicação?

Para quem nunca ouviu falar, parece que apareceu de repente. De facto, é a rede social que está a crescer mais rápido. Alguns dados sobre a Tik Tok app:

  • Tik Tok é o nome da aplicação internacional. É originária da China, onde é conhecida como Douyin, e pertence à empresa de tecnologia ByteDance.
  • A app, tal como a conhecemos atualmente, nasceu em 2018, de uma fusão com outra aplicação chinesa muito popular, a Musical.ly, na qual, os utilizadores gravavam vídeos a fazer playback de forma criativa. Aliás, o playback continua a ser uma das maiores preferências de quem utiliza a Tik Tok app.
  • É das aplicações mais descarregadas mundialmente. Embora tenha apenas um ano, segundo a Sensor Tower, já atingiu 1,5 mil milhões de downloads em todo o mundo, competindo só com o WhatsApp e o Messenger.
  • Em julho de 2019, contava cerca de 500 milhões de utilizadores regulares no mundo inteiro.
  • Atualmente, está presente em mais de 150 países e disponível em mais de 75 línguas.

Qual é o público-alvo?

Os principais utilizadores da Tik Tok app são os mais jovens millenials e toda a Geração Z. Ou seja, são nativos digitais, que cresceram encarando as redes sociais como mais uma forma de expressão e de conexão e que preferem consumir de forma mais imediata e visual.

As estatísticas dizem que 66% dos utilizadores têm menos de 30 anos e esta pode ser uma das explicações para o seu êxito: aqui, os adultos não entram. E se entrarem, é porque também se identificam com o conceito.

Mas o que há de tão diferente nesta app?

Os motivos que levam esta aplicação a ser tão popular e viciante – tanto que já foi chamada “criadora de zombies” – podem ser vários:

  • Hoje em dia, os conteúdos mais vistos são os mais imediatos e visuais, e não há rede social que cumpra melhor este requisito.
  • Os jovens procuram diversão e a Tik Tok app encoraja os clipes diferentes e cómicos, tanto que assume que a sua missão é inspirar criatividade e trazer alegria às pessoas.
  • Para mais, estamos a falar de um público que tem muita vontade de ter uma plataforma para mostrar a sua originalidade, expressar ideias ou, apenas, desabafar. E, claro, da maneira mais visual possível – aqui não há espaço para longos textos. 
  • Além disso, é possível criar memes no Tik Tok, uma tendência muito popular na cultura da Internet.
  • Também são relevantes as ferramentas de edição criativas que usam inteligência artificial, assim como os algoritmos que percebem e apresentam exatamente o que os utilizadores procuram, de forma consistente e contínua.

E em Portugal?

No contexto mundial, especialmente na Ásia e nos EUA, tem sido um êxito, e são várias as organizações que já aderiram: o jornal Washington Post, a Coca-Cola no Japão e o FC Barcelona, assim como diversas celebridades.

Em Portugal, a adesão é bastante recente e há poucas estatísticas disponíveis. Segundo a Google Play Store portuguesa, está em 9.º lugar nas aplicações mais populares.

Em termos de empresas, não existem muitas que se tenham associado à rede social Tik Tok, sendo o Sport Lisboa e Benfica um dos pioneiros. Porém, se o público-alvo estiver entre os 16 e os 25 anos, pode ser uma boa maneira de se promoverem, mostrarem um lado mais divertido e interagirem com as pessoas. Foi o que fez o youtuber D4rkFrame e já tem cerca de 130 mil seguidores (no YouTube tem mais de 4 milhões). Por outro lado, existem vários utilizadores portugueses “anónimos” que contam com milhares de seguidores e se vão tornando famosos.
Os números mundiais mostram que a Tik Tok app continua a crescer e parece ser um vício que veio para ficar. Por isso, vale a pena estar atento e aprender como pode esta nova rede social trazer vantagens e facilidade em chegar a um determinado público, apelando ao bom humor e à diversão, bem como à consciência social sobre causas importantes.

Este artigo foi escrito por Rosa Machado, autora convidada do Comteúdo.

Quer destacar-se nos motores de pesquisa com conteúdos originais e de qualidade?

Fale connosco e ofereça conteúdos de valor acrescentado para o seu público-alvo!

Contacte-nos!

Webtexto
Conheça o autor / Webtexto

Fundada e constituída por jornalistas experientes, a Webtexto acumula já mais de 15 anos de atividade em diversas áreas e setores, especializando-se na área de informação e content marketing.