LinkedIn: 7 mudanças que melhoraram a rede profissional

LinkedIn: 7 mudanças que melhoraram a rede profissional

O LinkedIn está mais simples e mais fácil de usar. As mudanças aconteceram no início do ano e para quem já estava habituado a usar a aplicação esta era uma evolução natural e já muito aguardada.

As diferenças eram notórias, com clara vantagem para a aplicação.
Com quase 15 anos de existência e quase 470 milhões de utilizadores, esta rede social vocacionada para profissionais debatia-se com um grande problema: mesmo com o número de utilizadores a aumentar de ano para ano, a verdade é que a percentagem de utilizadores ativos não descolava de pouco mais de 20%.
O grande desafio era, pois, tornar o LinkedIn numa rede mais simples e mais fácil de usar. E esse desafio foi assumido em 2016, ano em que a rede social foi comprada pela Microsoft.

“A grande mudança positiva é a simplicidade e deixar mais claro o que se pode fazer no LinkedIn”, disse o diretor de projetos de engenharia da rede social, Chris Pruett, numa entrevista.

Com isto, o objetivo é levar as pessoas a envolverem-se mais e a usarem mais esta rede em prol da carreira, tendo acesso a conteúdos mais direcionados, usando ferramentas de conversação para melhorar a sua rede de contactos e mostrando as suas competências profissionais.
De facto, as mudanças mostram esta intenção. Há agora uma uniformização com a aplicação e a simplicidade começa logo por ficar patente no design da página, refletindo-se depois numa série de funcionalidades.

“Este redesign do desktop leva as conversações e o conteúdo para o coração da plataforma, para que seja possível partilhar mais facilmente ideias, juntar-se a uma discussão e descobrir notícias e tópicos que nos interessam”, escreveu Chris Pruett no blog do LinkedIn.

Se ainda não teve tempo de olhar com atenção para as mudanças que a rede social vocacionada para o mundo profissional introduziu, o melhor é tomar nota das sete mudanças mais importantes.
 

Design mais simples e funcional

Não é preciso procurar muito para perceber que há mudanças no LinkedIn, basta olhar para o design da página. Tem um layout mais simples e mais fácil de usar, à semelhança do que já tinha acontecido com a versão mobile há mais de um ano.
 

Feed de notícias ‘personalizado’

Juntando o trabalho de algoritmos e também de editores, o objetivo do LinkedIn é conseguir disponibilizar um feed mais personalizado, que vá ao encontro dos interesses de cada pessoa e da indústria ou setor em que trabalha. Seja de influencers, de outros profissionais ou até de publicações, o objetivo é que os conteúdos apresentados sejam também de qualidade, refere a empresa.
Ao mesmo tempo e à semelhança do Facebook, o LinkedIn está a dar a possibilidade de cada pessoa ajudar a personalizar o seu feed ao dar a hipótese de ocultar uma publicação ou deixar de seguir alguém.
 

Mensagens em tempo real

O caminho de aproximação ao Facebook também é visível nas mensagens. É possível agora trocar mensagens em tempo real no LinkedIn, que disponibiliza assim mais uma ferramenta de networking aos seus utilizadores. Desta forma, esta rede social afasta-se de um sistema de mensagens que mais parecia um caixa de correio eletrónico.
 

Sugestões inteligentes e personalizadas

O LinkedIn está a assumir-se também como uma rede social que procura dar sugestões que ajudam a melhorar a apresentação e a rede de contactos de cada um. É isso que acontece quando sugere melhorias no perfil pessoal, mas também quando aconselha pessoas com as quais podemos entrar em conversação. Felicitar pelos anos de empresa ou mesmo dar os parabéns pelo aniversários às pessoas que fazem parte da nossa rede, são alguns casos que incitam à conversação.
 

Pesquisas mais simples e eficientes

O campo de pesquisa passou a ser o mesmo para tudo. Seja para encontrar pessoas, empregos, empresas ou grupos, basta usar o mesmo campo, uma vez que o LinkedIn tem agora mais capacidades para perceber o que as pessoas estão realmente à procura. Sugere mesmo expressões relacionadas que podem ajudar a refinar as pesquisas. Ainda não é possível procurar posts, mas essa funcionalidade poderá estar para breve.
 

Menu de navegação mais simples

‘Início’, ‘Minha Rede’, ‘Vagas’, ‘Mensagens’, ‘Notificações’ e ‘Eu’ são as seis opções que fazem parte do novo menu. Para outras opções, como anunciar uma vaga ou entrar em grupos, é necessário carregar no botar ‘Mais’ onde surge uma série de outras opções. A navegação ficou, assim, mais simples e sem o ‘ruído’ de informação que existia anteriormente.
 

Notificações mais eficientes

Todas as notificações, seja de convites pendentes, para dar os parabéns a alguém em específico ou para ver as ofertas de emprego, passaram a estar todas centralizadas no mesmo espaço. De uma só vez, é possível ter uma visão do que há de mais importante e mais recente para cada utilizador.
 
Imagem por Andreia Dias

Blandina Costa
Conheça o autor / Blandina Costa

Editora e diretora-geral da Webtexto.