A importância e os benefícios da Newsletter na estratégia de marketing

A importância e os benefícios da Newsletter na estratégia de marketing

A newsletter é uma ferramenta de marketing digital importante que pode gerar resultados muito relevantes para as empresas. Por isso mesmo, em algumas empresas, as newsletters tornaram-se uma das estratégias mais utilizadas para divulgar notícias, novidades ou conteúdos relevantes aos clientes.

Por sua vez, os clientes aceitam esta estratégia e aproveitam este método para ficarem a conhecer tudo sobre a organização, sobretudo as novidades e lançamentos. No entanto, ainda há muitas empresas que desconhecem a importância que pode ter a newsletter na captação e retenção de clientes, principalmente na era digital em que vivemos.

 

Quais os principais benefícios da newsletter?

Na era digital em que vivemos atualmente, com o aumento exponencial do uso de smartphones, torna-se muito importante qualquer empresa utilizar o e-mail como forma direta de comunicação. Nesse sentido, a informação e o conteúdo são fundamentais nas estratégias de marketing para deixar os clientes envolvidos e «ligados» à empresa. Importa, pois, elencar alguns dos principais benefícios que a newsletter pode gerar:

 

newsletter, email marketing, estrategia marketing, content marketing

1. Cria e fortalece relações com os públicos

O envio constante da newsletter ajuda a manter e a fortalecer as relações da empresa com os clientes. Portanto, é muito importante manter um contacto continuado com os subscritores da newsletter, para que se crie e fortaleça cada vez o relacionamento entre as duas partes. Além disso, a manutenção e fortificação de um relacionamento gera interesse no produto ou serviço, tal como indica que a empresa está em contínua evolução, o que conta muito na perceção do cliente ou potencial cliente.

 

newsletter, email marketing, estrategia marketing, content marketing

2. Demonstra conhecimento

Uma boa newsletter não deve ser constituída apenas por promoções ou anúncios de produtos ou serviços. Esta deve ser, essencialmente, composta por artigos que abordem assuntos relevantes para os leitores e potenciais clientes. Deste modo, é muito importante a inclusão de temas interessantes sobre o setor da empresa que demonstrem verdadeiro conhecimento, fazendo com que sejam vistos como especialistas nessas áreas especificas.

 

newsletter, email marketing, estrategia marketing, content marketing

3. Excelente custo – eficiência

A newsletter é uma das ferramentas que apresenta melhores resultados, através de um investimento muito reduzido quando comparado com os outros meios de comunicação existentes. Existem várias plataformas para o envio das newsletters, em destaque para o EGOI e o MailChimp, que fazem preços conforme o pacote a utilizar. No caso do EGOI, os preços variam entre o número de contactos e o número de mensagens a enviar. O mesmo acontece no MailChimp, porém, nesta plataforma se a lista de subscritores for inferior a 2000 e os e-mails por mês não ultrapassarem os 12000, o acesso e envio é gratuito.

 

newsletter, email marketing, estrategia marketing, content marketing

4. Otimiza resultados

Para perceber se a newsletter está a ter os resultados pretendidos perante os nossos subscritores, é importante medir e analisar os resultados. Só desta forma é possível perceber o que pode ser melhorado e o que está a resultar. Para isso, é necessário analisar as conversões, a taxa de abertura dos e-mails (em média, ronda os 20%), a taxa de cliques na newsletter (geralmente, a média ronda os 5% e os 8%), a taxa de subscrições canceladas, entre outras.

 

 

Newsletter e E-mail Marketing…são a mesma coisa?

newsletter, email marketing, estrategia marketing, content marketing

As empresas e as marcas, geralmente, incorrem num grande erro quando pensam que newsletter e e-mail marketing são a mesma coisa. Na verdade, não são. Quando os subscritores da lista de e-mails assinam a newsletter, é com o intuito de ter informações e conteúdos relevantes sobre a empresa. Por sua vez, acaba por cometer-se o erro de se enviarem e-mail promocionais para estes subscritores. Nestes casos, os assinantes da newsletter tendem a perceber rapidamente quando as empresas estão a ser inconvenientes e intrusivas. Este excesso de mensagens comerciais, geralmente, acaba por fazer com que aumente o número de cancelamentos da subscrição.

Deste modo, é importante entender a newsletter como se fosse um jornal tradicional. Isto é, tal como o jornal, também a newsletter deve ser publicada regularmente com informações relevantes disponibilizadas de forma gratuita, com muito poucas promoções de vendas. É óbvio que num jornal tradicional, tal como acontece nas newsletters, existem anúncios de promoções de produtos ou serviços, no entanto a função principal é publicar notícias.

 

Este artigo foi escrito por Bruno Santos, autor convidado do Comteúdo.

 

newsletter, marketing digital, estrategia marketing, content marketing

Webtexto
Conheça o autor / Webtexto

Fundada e constituída por jornalistas experientes, a Webtexto acumula já mais de 15 anos de atividade em diversas áreas e setores, especializando-se na área de informação e content marketing.