Flávio Horta: “Quem não fizer a transformação digital vai perder negócio”

Flávio Horta: “Quem não fizer a transformação digital vai perder negócio”

O mercado digital em Portugal está em fase de crescimento e grande parte das empresas já se encontram a preparar a transformação digital. No entanto, ainda faltam profissionais especializados e experientes para trabalhar na área, segundo Flávio Horta, CEO do Digitalks.

“Quem não fizer a transformação do negócio e não se preparar para a economia digital, vai perder mercado e corre o sério risco de não existir mais, em muito pouco tempo”, segundo Flávio Horta.

O especialista em Marketing Digital indica que o processo de mudança não é simples, mas a verdadeira transformação digital resulta das mudanças culturais e da automatização dos processos dentro das empresas.

O objetivo do Digitalks com o evento Expo Digitalks Lisboa – que decorre nos dias 20 e 21 de março em Lisboa – é ajudar as empresas e os profissionais portugueses a fazer a sua transformação digital e favorecer o ambiente para o investimento no mundo digital. Ao mesmo tempo, vai ser possível usufruir de um intercâmbio de conhecimento e de investimentos, entre as empresas portuguesas e brasileiras.

 

Como surgiu a ideia e o projeto de trazer o Digitalks para Portugal?

A procura de conteúdos online do Digitalks Brasil por parte dos portugueses despertou o interesse de conhecermos melhor o mercado digital de Portugal. Já na minha primeira ida a Lisboa com esse objetivo, nasceu uma parceria com o reputado CLICKSUMMIT e, logo de seguida, criamos o Digitalks Portugal.

 

Que realidade encontrou quando chegou a Portugal? Ficou surpreendido?

Fiquei surpreendido com a agilidade e o rápido crescimento do mercado digital em Portugal, para além do grande investimento que estava a ser atraído para o setor. Com isso, percebi que havia falta de profissionais para trabalhar na área, fenómeno que também aconteceu no Brasil há uns anos atrás. Percebi também a necessidade de colocar as empresas a conversarem entre si, a trocarem experiências e fecharem parcerias. Tudo isso gera uma grande procura e necessidade de participar em eventos no formato do Digitalks.

 

Uma das missões do Digitalks é ajudar as empresas e os profissionais no processo de transformação digital. Como explica às empresas o que é uma verdadeira transformação digital?

A verdadeira transformação digital não vem de fora, ela vem de dentro da empresa. Chamamos de transformação digital a mudança da gestão a partir das novas tecnologias e oportunidades que a economia digital traz, tais como a automatização dos processos, a mudança de cultura e a forma como as empresas conseguem estar conectadas entre si, os seus clientes, parceiros e fornecedores. O processo de mudança não é simples, principalmente em grandes empresas, mas é inevitável. Quem não fizer a transformação do negócio e não se preparar para a economia digital, vai perder mercado e corre o sério risco de não existir mais em muito pouco tempo.

 

O que é absolutamente essencial para haver transformação digital?

Os executivos e os profissionais, de todos os níveis e departamentos, precisam de entender o novo mindset da nova economia. A transformação digital deve ocorrer primeiro nas pessoas e depois nos negócios.

 

Que avaliação faz da realidade portuguesa em matéria de transformação digital?

Estou muito otimista. A maior parte das empresas portuguesas com quem tenho conversado ainda não avançou muito no processo de transformação digital, mas já se estão a preparar ou já iniciaram o processo. Vejo que Portugal tem hoje um ambiente muito propício para acelerar esse processo nos próximos anos, dada a quantidade de startups, novas empresas, eventos, formações e investimentos que o ecossistema tem atraído para o país.

 

Neste intercâmbio entre Brasil e Portugal, quais são os principais ganhos que os profissionais e as empresas podem retirar?

Acredito que empresas dos dois países têm muito a beneficiar deste intercâmbio. Vejo dois ganhos principais, um deles é o intercâmbio de conhecimento e o outro é de investimentos. O facto de falarmos a mesma língua favorece o intercâmbio de conhecimento. Por exemplo, no Expo Digitalks Lisboa teremos conteúdo avançado, seja ele de Portugal ou do Brasil, pois o importante num evento como este é ter o máximo de conhecimento na mesa para as pessoas absorverem. No campo de investimento, abre-se uma grande e nova porta de investimento dentro do segmento, onde as oportunidades de brasileiros investirem empresas de Portugal é tão interessante quanto a oportunidade de portugueses investirem em empresas do Brasil. Além, claro, da oportunidade de fazerem negócios entre si.

 

Quais são os objetivos e ambições do Digitalks Portugal?

No ano passado realizámos um evento para 120 participantes em Lisboa e agora aumentamos para mais de 500. Isso mostra como os portugueses estão interessados no tema e no potencial que ainda temos para fazer eventos ainda maiores, mais completos e cheios de negócios. Estes são os objetivos principais, ajudar o desenvolvimento do setor e favorecer o ambiente de negócios no mundo digital.  

 

O grande evento arranca este mês de março, o que destacaria do Expo Fórum Digitalks Portugal?

Um ponto muito importante é trazer temas que ainda estão em construção dentro das empresa, não só em Portugal, mas em todo o mundo. Vamos ter no palco palestras e debates sobre Digital Customer Transformation, Media Digital, Performance Marketing, Economia da Reputação, Nova Economia Digital, Revolução dos Meios Tangíveis e diversos outros que já estão na programação. Além disso tudo, gostaria de destacar o Poket Show do Growth Marketing Conference, que é um evento do Silicon Valley e terá uma versão reduzida, mas não com menos qualidade, dentro do evento. Por último, é bom referir que o evento é muito plural para conseguirmos olhar visões globais de negócios. Além dos principais oradores portugueses e brasileiros sobre o tema, receberemos oradores de França, Espanha, Inglaterra e EUA.

 

Que outros grandes eventos ou atividades é que o Digitalks Portugal está a preparar?

Ainda é segredo! Na verdade, estamos a aguardar a realização do Expo Fórum Digitalks Lisboa para entender os resultados e pesquisar o que faz mais sentido para o mercado como um todo. Uma coisa é certa, temos a convicção de que isso não irá parar por aqui. Sabemos que estamos só no começo e que ainda podemos fazer muito para ajudar as empresas e as pessoas a desenvolverem-se neste momento de transformação digital e nova economia.

 

 

Use o código promocional WT20OFF e obtenha 20% de desconto na compra do bilhete do Expo Fórum Digitalks Portugal.

Eventos, Digitalks, Transformação Digital, Comunicação, Digital, Expo Fórum Digitalks

Bruno Santos
Conheça o autor / Bruno Santos

Produtor e gestor de conteúdos da Webtexto.