Os digital influencers nas estratégias de Marketing Digital

Os digital influencers nas estratégias de Marketing Digital

Um digital influencer é já considerado uma das “profissões do momento”. Embora não sejam necessariamente figuras de grande exposição mediática nos meios de comunicação social, a verdade é que têm um grande impacto e influência dentro das suas próprias comunidades, sem para isso necessitarem das “luzes da ribalta”.

E é disso mesmo que as marcas precisam: da influência e do impacto que os digital influencers têm junto de públicos-alvo muito específicos para darem eco às suas estratégias de Marketing Digital.

Os digital influencers são, geralmente, pessoas que produzem conteúdos – textos, vídeo e imagem – em comunidades criadas pelos próprios. Através dos seus canais de comunicação – redes sociais, blog’s e/ou canal de Youtube – conseguem influenciar e encaminhar o comportamento de um determinado segmento da população.

São normalmente consideradas pessoas ditas “normais” que, atrás das câmaras e/ou de um teclado, contam as suas histórias e experiências sobre determinados assuntos e conseguem envolver milhões de seguidores, criando com eles uma empatia e afinidade.

 

Alguns exemplos de digital influencers portugueses:

Maria Vaidosa

Youtube: 213 994 subscritores Instagram: 40 300 seguidores
Facebook: 80 699 seguidores

Bumba na fofinha

Youtube: 112 393 subscritores Instagram: 141 000 seguidores
Facebook: 278 323 seguidores Blog

 

Wuant

Youtube: 2 923 166 subscritores Instagram: 645 000 seguidores
Facebook: 141 348 seguidores

Dicas do Salgueiro

Youtube: 277 173 subscritores Instagram: 70 000 seguidores
Facebook: 199 539 seguidores

 

O que fazem os digital influencers pela sua marca?

É importante levar em consideração que o digital influencer já tem um estilo próprio definido para o seu conteúdo e que esse conteúdo já é, por si só, um sucesso. Portanto, quando a marca se associa ao estilo do digital influencer, fá-lo já com uma garantia do êxito que a parceria poderá ter. Associar a marca aos digital influencers é algo que cria a sensação de proximidade com o público-alvo que se quer atingir. Deste modo, os marketeers podem esperar dos digital influencers:

  • Conteúdos personalizados para a audiência certa
  • Aumento do valor de marca
  • Fidelização de clientes
  • Gerar buzz em torno da marca

 

Que resultados esperar de campanhas com digital influencers?

Os resultados de uma estratégia que recorre a digital influencers podem ser medidos de várias formas. As métricas ajudam-nos a perceber se o digital influencer que escolhemos para suportar a nossa estratégia está a ter retorno, ou seja, medem o chamado Retorno sobre Investimento (ROI). Algumas pesquisas revelam que por cada dólar investido obtêm-se 6 dólares de retorno, ou seja, o ROI que estes tipos de parcerias nos podem trazer é consideravelmente elevado. No entanto, ao iniciar uma campanha devemos definir, desde logo, as métricas que queremos atingir. Os objetivos da marca podem ser:

 

→ Brand Awareness

Quando o objetivo da campanha é que o público-alvo definido reconheça a marca e a associe a um determinado produto. Neste caso, as métricas devem mostrar quantas pessoas tiveram contacto com a marca por meio do digital influencer. Portanto, devemos ter em atenção as seguintes métricas:

  • Número de visitantes e pageviews do site;
  • Visualizações do vídeo;
  • Cliques no link criado especificamente para o vídeo do digital influencer.

→ Envolvimento

Quando o objetivo da campanha é gerar – através do digital influencer – envolvimento, interação e melhorar a perceção da marca pelo consumidor, as métricas utilizadas são:

  • Comentários;
  • Partilhas;
  • Likes.

→ Geração de Leads

Neste caso, a intenção da campanha é gerar leads para a empresa e as métricas devem identificar a conversão de potenciais clientes em oportunidade de negócio. Deve-se, portanto, prestar especial atenção a:

  • Formulários preenchidos;
  • Landing Page;
  • Assinaturas de Newsletter ou e-mail marketing;
  • Custo por Lead.

→ Retenção de clientes

Quando o foco da campanha se centra na fidelização de clientes, as métricas devem indicar se o retorno dos clientes se deve à intervenção do digital influencer. Como tal, as que devem ser utilizadas para conferir os resultados pretendidos são:

  • Custo de retenção de clientes;
  • Taxa de consumo de conteúdo por clientes;
  • Taxa de retenção.

→ Vendas

Embora o objetivo final seja sempre direcionar o público para a venda, este objetivo pode ser alcançado de forma mais implícita ou explícita. Neste caso, o digital influencer deve direcionar explicitamente o público para a venda, pelo que as métricas utilizadas são:

  • Vendas (Loja física e/ou online);
  • Receita;
  • Custo de aquisição de clientes.

 

Influencers – Uma tendência com história

A figura dos influenciadores – políticos, filósofos, desportistas, cientistas ou líderes religiosos – sempre existiu e, em algum momento da nossa vida, acabámos por ser impactados por eles. O fenómeno tornou-se mais evidente com o surgimento da televisão, onde a música e o cinema atravessaram fronteiras e proporcionaram o surgimento de ícones a uma escala mundial.

As marcas aproveitaram esse fenómeno de forma estratégica e passaram a associar-se a essas “estrelas” para gerarem maior reconhecimento junto dos públicos que as seguiam. Com o surgimento dos meios digitais, em particular das redes sociais e dos blogs, as marcas souberam novamente aproveitar a facilidade e instantaneidade de comunicar para começar a promover-se junto dos seus públicos de forma mais direta e eficaz. E, nesse contexto, os digital influencers destacaram-se como figuras de referência para os consumidores.

 

 

Este artigo foi escrito por Bruno Santos, autor convidado do Comteúdo.

Webtexto
Conheça o autor / Webtexto

Fundada e constituída por jornalistas experientes, a Webtexto acumula já mais de 15 anos de atividade em diversas áreas e setores, especializando-se na área de informação e content marketing.