Dados estruturados: como usar esta poderosa ferramenta de SEO?

Dados estruturados: como usar esta poderosa ferramenta de SEO?

“O Schema Markup indica aos motores de pesquisa o que significam os teus dados, não apenas o que dizem.” Esta frase de Neil Patel resume o que é o Schema Markup ou dados estruturados, uma das componentes de SEO menos referidas, embora seja uma das mais poderosas para colocar as páginas web nos primeiros lugares dos resultados de pesquisa.

O que são os dados estruturados?

Uma coisa é dizer a um motor de pesquisa que uma palavra está presente no formato H1 e que foi designada como keyword do artigo, outra é indicar o que essa palavra realmente significa. 

No fundo, os dados estruturados consistem em tags semânticas (ou microdados) adicionadas ao HTML que melhoram a forma como os motores de busca leem e interpretam os dados nas páginas. O Schema.org explica:

Most webmasters are familiar with HTML tags on their pages. Usually, HTML tags tell the browser how to display the information included in the tag. For example, <h1>Avatar< /h1> tells the browser to display the text string “Avatar” in a heading 1 format. However, the HTML tag doesn’t give any information about what that text string means—”Avatar” could refer to the hugely successful 3D movie, or it could refer to a type of profile picture—and this can make it more difficult for search engines to intelligently display relevant content to a user.

A diferença entre um website que usa dados estruturados e um que não usa fica desde logo visível nos resultados da pesquisa. Se estivermos a falar de uma empresa ou de uma organização, é possível perceber não só qual é o negócio, como vários detalhes. Exemplo: localização, custo dos produtos, horário de funcionamento. Tudo isto porque os dados estão estruturados de um modo que permite uma identificação imediata pelos motores de busca.

Exemplo de dados estruturados nos resultados de pesquisa de uma receita
Exemplo de dados estruturados nos resultados de pesquisa de uma receita, que inclui informações como o tempo de preparação do prato, calorias, imagens e avaliação.
Exemplo de dados estruturados para vídeos
Exemplo para vídeos.

Da mesma forma, é possível aplicar os dados estruturados a eventos, críticas, organizações.

Como implementar o Schema Markup num website?

Apesar de estar em causa a estruturação de dados, as páginas continuam a usar HTML, com a única diferença que são adicionados elementos do Schema.org ao HTML Microdata.

A maior parte dos websites utiliza o Schema.org para a criação de dados estruturados. Foi fundada pela Google, Microsoft, Yahoo e Yandez e não é mais do que uma comunidade colaborativa que criou, mantém e promove esquemas para dados estruturados na Internet, nas páginas web, nas mensagens de email e muito mais.  

Ao resultar de um trabalho colaborativo, o Schema.org disponibiliza um conjunto de geradores de códigos que dizem aos principais motores de pesquisa o que fazer com os dados dos websites. Assim, torna mais fácil a sua aplicação por parte dos webmasters e developers.

Os dados estruturados são suportados pelos principais motores de busca, sendo possível escolher entre uma série de tipos diferentes. Os mais utilizados são:

  • Trabalho criativo: livro, filme, música, receita, série de TV…
  • Objetos incorporados que não texto: áudio, imagem ou vídeo
  • Evento
  • Saúde e medicina: notas sobre saúde e especialidades médicas
  • Organização
  • Pessoa
  • Lugar, negócio local, restaurante
  • Produto, oferta, oferta agregada
  • Avaliação, rating agregado
  • Ação

Para quem utiliza o WordPress, existem vários plugins que podem ser adicionados e que ajudam a estruturar os dados. Caso contrário, esta é uma tarefa que terá de ser assumida pelos programadores. Aqui, o Google dá uma ajuda.

Alie os dados estruturados aos melhores conteúdos para potenciar o SEO do seu website.

Desafie-nos!

Blandina Costa
Conheça o autor / Blandina Costa

Editora e diretora-geral da Webtexto.