Cores e Marketing: a união perfeita para conquistar público

Cores e Marketing: a união perfeita para conquistar público

As pessoas são atraídas para vozes poderosas e informação pertinente. Mas primeiro é preciso captar a atenção dos consumidores. É aqui que cores e Marketing se unem.

Um estudo sobre a importância das cores no Marketing, realizado pelo CCICOLOR – Institute for Color Research, mostra-nos que bastam 90 segundos para o nosso subconsciente fazer um julgamento sobre um produto: entre 62% e 90% dessa observação é baseada na cor.

O que é a cor?

A perceção de cor é a sensação de luz transmitida ao nosso cérebro através dos olhos. Assim, um objeto diz-se colorido porque, quando iluminado por uma luz branca (luz do Sol, por exemplo), reflete uma determinada cor.

cores e marketing

A cor pode ser definida através de três propriedades:

Matiz

O matiz permite-nos classificar uma cor através dos termos vermelho, azul, amarelo, etc., e define-se pela luz predominante que é refletida por um objeto. 

Saturação

É a mistura do matiz com a cor branca. Pode variar entre 0% e 100%: uma cor com saturação de 0% é branca, enquanto que com uma saturação de 100% corresponde ao valor original do matiz.

Valor

O valor é o que define o nível de brilho de uma cor. Isto é influenciado pelo nível de luminosidade, que pode variar entre 0% (luminosidade mínima) e 100% (luminosidade máxima).

Por isso, quando dizemos que as cerejas são vermelhas, temos inúmeras possibilidades de tons.

Todas estas variações podem ser encontradas naquilo a que chamamos “círculo cromático”.

O que é o círculo cromático?

O círculo cromático permite-nos organizar as cores em arranjos cromáticos, em função das suas interações.

Assim, é constituído pelas doze cores do espectro: três cores primárias, três secundárias (junção de dois tons primários) e seis terciárias (combinação de uma cor primária com uma cor secundária).

O círculo cromático torna-se muito prático ao escolher cores. A combinação certa de cores vai preservar a harmonia, isto é, vai garantir que as cores funcionam bem em conjunto ou até sobrepostas. 

Monocromático

Esta combinação consiste na utilização de cores com diferentes níveis de saturação. Inegavelmente, o uso das cores monocromáticas vai transmitir uma sensação de elegância e relaxamento.

monocromático

Complementar

As cores complementares são cores que estão situadas em extremidades opostas do círculo cromático. Assim, têm um contraste muito elevado quando colocadas lado a lado.

complementar

Tríade

A combinação em tríade é formada por três cores equidistantes no círculo cromático. Trabalhar com três cores torna-se mais versátil. Podemos, por exemplo, optar por uma cor para o fundo e trabalhar o resto do design com as outras duas.

tríade

Análogo

As cores análogas são as que se encontram lado a lado no círculo cromático. Esta combinação é muito harmoniosa e compõe designs muito confortáveis e agradáveis à vista.

análogo

Estas são as combinações mais comuns, mas o estudo das cores quase se pode considerar infinito.

Por isso, a Adobe desenvolveu duas plataformas para o ajudarem no processo de escolher as cores:

Além destas classificações, podemos também dividir o círculo tendo em conta a temperatura das cores. As cores quentes são os amarelos, laranjas e vermelhos, enquanto os verdes, azuis e violetas são cores frias. Esta classificação é utilizada na criação de mapas de temperatura e está relacionada com a simbologia das cores.

Psicologia de cores no Marketing

Já vimos que as diferentes combinações de cores transmitem diferentes sensações. Mas como podemos tirar estas conclusões?

A psicologia de cores baseia-se no sentimento que cada cor nos transmite. Esta associação deve-se ao resultado dos efeitos fisiológicos e psicológicos das cores sobre nós. Enquanto algumas cores têm um efeito estimulante, outras permitem-nos relaxar. 

Além disso, é evidente que cores e marcas estão sempre ligadas. Quando pensamos no Facebook, lembramo-nos imediatamente do F azul, ou quando falamos na Netflix, vem-nos logo à mente as letras vermelhas. Sendo assim, qual será a melhor forma de aplicar a psicologia de cores no Marketing? Primeiro, temos de conhecer o significado das cores.

Amarelo

A cor que mais associamos ao Sol está frequentemente relacionada com sensações de calor e otimismo e, tal como a nossa estrela favorita, quando brilha demasiado pode provocar cansaço nos olhos. Apesar de o amarelo ser uma cor alegre, pode ser associada a sentimentos de traição e cobardia. Indicado para áreas de entretenimento e novas tecnologias, mas também para sinalizações.

amarelo, psicologia de cores no marketing

Laranja

É também uma cor quente e alegre que transmite energia e otimismo. Como resultado da sua vivacidade, o laranja é frequentemente usado em destaques e call to actions, bem como nas áreas da educação e do desporto.

laranja, psicologia de cores no marketing

Vermelho

A famosa cor da paixão transmite sensações de entusiasmo, energia, poder, mas também agressão e perigo. O vermelho é usado frequentemente no setor alimentar por estimular o apetite.

vermelho, psicologia de cores no marketing

Verde

A cor verde representa a natureza, pelo que é frequentemente usada por empresas que se querem destacar por serem ecológicas ou venderem produtos orgânicos. Simboliza saúde, crescimento e boa sorte, mas também ganância e inveja.

verde, psicologia de cores no marketing

Azul

O azul transmite-nos sensações de tranquilidade, segurança e lealdade, o que a torna indicada para marcas da área financeira, medicinal e governamental. Temos a sensação de que está sempre presente sem ser invasiva, visto que a simbologia deste tom nos remete para o céu e o mar, o que a torna uma das cores mais apreciadas. Por ser fria, pode também despertar alguma tristeza e rigidez.

azul, psicologia de cores no marketing

Roxo

O roxo é a cor mais espiritual e misteriosa, e que nos faz refletir sobre os nossos sentimentos. Costuma ser utilizada em marcas de astrologia, terapia e massagem. É associada à criatividade e imaginação, embora possa também parecer imatura ou arrogante. 

roxo, psicologia de cores no marketing

Rosa

Associada ao carinho e amor incondicional, o rosa é uma cor ternurenta, mas que pode parecer frágil, vulnerável e imatura. Por consequência, está muito presente em marcas de brinquedos e produtos infantis.

rosa, psicologia de cores no marketing

Escala de cinzas

É cada vez mais frequente vermos marcas com logótipos a preto ou com variações de cinzas. Nestas situações, estamos a trabalhar tanto com o preto como com o branco, pelo que recebemos sensações de pureza, calma e neutralidade, e ao mesmo tempo de algum mistério e curiosidade para saber o que se esconde mais por detrás da marca.

Empresas corporativas e tecnológicas são as que mais utilizam esta opção.

escala de cinzas, preto, branco, psicologia de cores no marketing

É fundamental que tenha estas características em mente. As cores escolhidas não devem ser as suas cores favoritas, mas sim aquelas que vão atrair a audiência certa e transmitir a mensagem-chave da sua marca.

Importância das cores no Marketing

Agora que já selecionou as cores que vão representar o seu produto, chegou a hora de juntar cores e Marketing. Nesse sentido, vamos ver alguns fatores que é importante ter em conta.

cores no marketing

1. Destaque-se da concorrência

Já vimos que, devido à importância da psicologia de cores no Marketing, por vezes existem cores predominantes num determinado setor devido ao sentimento que transmitem. Assim, no processo de escolha de cor para a identidade visual da sua marca, deve colocar os seus competidores no círculo cromático e descobrir um espaço que ainda não tenha sido ocupado. Assim, encontra o equilíbrio entre escolher a tonalidade ideal para a sua marca e diferenciar-se da concorrência, tornando a sua imagem única.

2. Consistência e reconhecimento

O termo brand recognition refere-se à capacidade de identificação de uma marca através de elementos visuais, tais como logótipos, cores, redes sociais, embalagens, etc.

Com o intuito de testar a brand recognition de algumas das marcas mais famosas do mundo e deixar evidente a importância das cores no Marketing, a Reboot realizou um estudo de reconhecimento de marca. 67% das pessoas identificaram a opção 1 como sendo o esquema de cores da empresa IKEA. Será que consegue reconhecer as outras?

Estudo de reconhecimento de marca através da cor realizado pela Reboot, brand recognition
Estudo de reconhecimento de marca através da cor realizado pela Reboot

Assim, quando tiver um esquema de cores definido, é fundamental que este seja constante em todos os materiais da marca, desde redes sociais e landing pages, a materiais impressos como roll-ups, para que o consumidor distinga sempre o seu produto.

3. Contrastes cromáticos

No processo de escolha de cores, é provável que tenha decidido uma cor predominante que deve estar presente em todos os materiais. Mas isso não significa que não possa fazer combinações com outras e criar diferentes contrastes cromáticos. 

As combinações de cores mais contrastantes, nomeadamente as cores complementares, acabam por ser as mais chamativas.

Ainda assim, o contraste monocromático também é muito bem aceite pelos consumidores, devido à sua consistência. 

Agora chegou a hora de aplicar estes conhecimentos à sua marca. Defina o público-alvo que pretende alcançar, aborde pessoas dessa área e identifique as cores que vão criar mais impacto. Depois é só produzir as suas imagens e deixar as cores atraírem os clientes!

Queremos colorir o mundo consigo.

Inês Martins
Conheça o autor / Inês Martins

Designer de conteúdos da Webtexto.